Boas novas do 3° Festival Musgo de Artes Integradas

Já que foi dada a largada do Festival MUSGO de Artes Integradas, bora logo começar com as atrações musicais que a gente tá trazendo de fora pra fechar a festa desse ano?

NOSOTROS http://www.myspace.com/nosotrosmusica

Originada em São Paulo, Nosotros tem cara de big band. Com oito integrantes, e sonoridade pop rock, passeia pelo folk e provilegia melodias em todos os âmbitos, com batidas marcantes e letras sensíveis. Essa atmosfera introspectiva ganha amplitude por meio de arranjos dançantes, cheios de brilho, graças aos instrumentos de sopro, fazendo da audição do Nosotros uma experiência ao mesmo tempo coletiva, pra dançar e cantar junto, e íntima, pra ouvir sozinho em casa e viajar longe.

THE DEAD ROCKS http://www.myspace.com/thedeadrocks

Em quase 10 anos de carreira o conjunto atingiu incrível sucesso com suas inesquecíveis

apresentações, somando em seu extenso currículo centenas de shows, entre eles, apresentações na França, Itália, Bélgica, Alemanha, Inglaterra, Argentina e em quase todo o território brasileiro.

Com mais de dez lançamentos no mercado fonográfico, o conjunto já figurou nos mais importantes meios de comunicação do Brasil e do exterior, como Rede Globo, MTV Brasil, TV Cultura, ABC News, Transamérica FM, Eldorado FM, Kiss FM, além de veículos impressos como Folha de São Paulo, Estado de São Paulo, Dynamite, Rock Press, Trip, Revista TAM, 100% Skate e inúmeras citações em sites especializados, blogs, redes sociais e revistas eletrônicas.

Conheça mais a banda: http://www.deadrocks.com.br/

 

GAROTAS SUECAS http://www.myspace.com/garotassuecas

Do mundo para o Brasil e de volta para o mundo. Na construção de seu estilo e trajetória, o Garotas Suecas é como um bumerangue musical. Reprocessando influências de ritmos negros americanos (o rock, o funk e o soul) a partir da tradição antropofágica brasileira (o tropicalismo dos Mutantes, a fase roqueira de Roberto Carlos e o groove de Tim Maia), o grupo arrebata fãs dentro e fora do país com o balanço contagiante de seu álbum de estreia, Escaldante Banda. Lançado em CD e vinil, o disco chegou primeiro aos Estados Unidos, pelo selo californiano American Dust, e marcou o início de uma turnê de 28 apresentações pela terra do Tio Sam, em setembro de 2010. Passando, entre outras cidades, por Nova York, Los Angeles, São Francisco, Chicago e Seattle (onde a banda se apresentou na 40ª edição do festival Bumbershoot, ao lado de artistas como Bob Dylan, Solomon Burke e Booker T.), o frescor retropicalista do Garotas Suecas conquistou plateias estrangeiras, em shows concorridos e críticas rasgadas ao disco e à performance ao vivo de Guilherme Saldanha (voz), Irina Bertolucci (voz e teclado), Tomaz Paoliello (guitarra), Fernando Machado (baixo) e Nico Paoliello (bateria). Recentemente, na semana que passou, a banda acabou de ganhar na categoria Experimente do Prêmio Multishow.

Conheça e ouça o som da banda aqui: http://www.bandagarotassuecas.com.br/

E ainda tem as atrações locais que em breve a gente tá apresentando por aqui. Então só se ligar aqui no blog pra ficar por dentro dessas e demais apresentações e atividades culturais que acontecerão durante a 3ª Edição do Festival MUSGO de Artes Integradas. A programação completa sai já, já 😉

Anúncios

Sobre Grupo Tamboril

O Grupo Tamboril de Arte Independente é composto por artistas, comunicadores e divulgadores culturais. Por isso, o Grupo guarda como objetivo desenvolver o intercâmbio entre as ações culturais conscientes do papel da atividade artística nos dias de hoje para que assim seja ampliada a cadeia produtiva da cultura a partir das subseqüentes trocas de tecnologia social evidenciadas nesse processo. Desde as primeiras ações em 2007, na Universidade Federal de Uberlândia, o grupo ressalta a necessidade da criação de público para os artistas universitários, assim como para a perspectiva das ações de sustentabilidade econômica e social dentro do contexto em que vivemos. Assim, o Tamboril divulga os artistas não só da Universidade, mas tem como intuito divulgar e instigar a discussão sobre a proliferação de cultura independente e das iniciativas de autogestão dentro do país de maneira geral. Vislumbra-se aqui, o fato de que iniciativas culturais independentes contribuem em muito para estimular o reconhecimento das práticas econômicas criativas que se desenvolvem não só dentro da cultura, mas em meio a nossa contemporânea plataforma de organização social. Dessa forma, como mecanismos práticos, o Tamboril executa divulgações audiovisuais e virtuais, oficinas de capacitação, grupos de discussão, articulando a isso, exibições plásticas, teatrais e musicais e eventos culturais de maneira multidisciplinar. São esses os instrumentos usados pelo grupo a fim de incitar e divulgar o atrelamento que existe entre Cultura, Sustentabilidade e Desenvolvimento. Suas ações se dão dentro da Universidade Federal de Uberlândia e também fora do campus, em parceria com demais agentes e produtores envolvidos com a cena da cultura nacional e com questões atuais de sustentabilidade.
Esse post foi publicado em Arte Independente Cultura e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s